Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Criação além de si

Entrei no mundo do design de repente. Até eu me surpreendi com a escolha. 
Depois de alguns trabalhos, mergulhei de cabeça nesse universo, sempre colocando, em todos os projetos, elementos que eu considerava esteticamente bonitos, porque eu sou designer. E designer inventa moda mesmo.  Até eu ter meu primeiro cliente. Era um projeto editorial no qual eu acreditava e por isso, colocava a minha fonte preferida, as cores que considerei adequadas. Mas claro, dentro do meu padrão de estética. 
"Está legal! Mas eu quero trocar a fonte e as cores. Faz uma outra opção mais um menos assim e me manda?!" 
Trocar? Mudar? Mas está tudo dentro do padrão do design. O projeto era uma grande festa, e todos os elementos nele inseridos socializavam-se entre si. O que tinha que mudar? 
E por mais óbvio que pareça agora, o que eu não me dei conta é que eu tinha feito um projeto pra mim, não pra quem encomendou a demanda. E aceitar isso foi doloroso: o design quase nunca vai ser sobre você. 
Tra…

Últimas postagens

O Menino e o Mundo - Alê Abreu

Um mundo em Quadradinhos

Toast: A História de Uma Criança com Fome - Crítica

Desengano - Camilo Solano